PELAS MÃOS DE MARIA, SER TEU, SENHOR!

PELAS MÃOS DE MARIA, SER TEU, SENHOR!

Tau Rainha da Paz

Maria, sob o título de Rainha da Paz, é muito importante para a Comunidade, tanto para os membros pertencentes a Vocação, como para os membros pertencentes a Obra, aos grupos de oração.

Entrando um pouco na história da Comunidade, podemos ver que Maria esteve desde o início do nascimento do Carisma, mesmo ainda quando ele não era conhecido como tal. Desde a escolha do nome do grupo de terça-feira na igreja de Nossa Senhora do Patrocínio até o ser essencialmente mariano, tudo tem o toque providencial de suas mãos maternas, e acreditamos que foi Maria que alcançou do Pai a fundação deste Carisma. Portanto, fomos gerados por ela. Ela se nos apresentou como a Rainha da Paz, a Gospa de Medjugorje. Dessa forma, estamos profundamente ligados a espiritualidade mariana de Medjugorje. Suas mensagens, as cinco pedrinhas, seus apelos, tudo isso nos fala profundamente ao coração.

Tanto os membros da Vocação como os da Obra, todos são chamados por Deus a reproduzirem as feições de Sua Mãe, Maria. Isto porque quando se ama alguém nos tornamos semelhantes àquilo que amamos. Maria, então, torna-se para nós força inspiradora, estímulo para a vida de santidade, impulso para viver a vontade do Senhor. Por amá-la, vamos, aos poucos, nos identificando com ela, assumindo suas mesmas atitudes, sendo modelados por suas ternas mãos. Imitá-la, portanto, é a forma mais eficaz para agradar a Deus.

Nosso amor por Maria é demonstrado também por nosso amor e fidelidade ao rosário, pela vivência de pias devoções que aprendemos, por novenas, procissões, etc., porém, não permanece circunscrito a essas demonstrações de amor. Faz-se necessário encarnar em nossa vida as virtudes de Maria. Este ‘encarnar’ pode-se entender como imitar as atitudes (interiores e exteriores) de Maria. Ela possui todas as virtudes, e é modelo para nós de tudo que precisamos alcançar: se há a necessidade de mais obediência, olhe-se para a toda obediente; se há a necessidade de mansidão, olhe para a que possuiu o coração mais manso.

UM AMOR QUE SE EXTERNA

Nosso amor por Maria não pode ser secreto, reservado apenas para nós mesmos. Deve ser externado, pois, como a Palavra diz, a boca fala do que está cheio o coração (Mt 12, 34a).Neste contexto, o rosário surge como uma das formas mais belas e fortes de demonstrar nosso amor por Maria. A recitação do rosário para nós, é mais do que algo devocional, é demonstração de amor. Ao caminhar na contemplação de cada mistério da vida de Cristo, o fazemos na companhia de Maria. Ela nos vai ensinando como rezar, como contemplar.

O rosário também se torna arma poderosa no combate contra o inimigo, contra as tentações. Torna-se consolo nas dificuldades, arrimo das tempestades, força nas lutas que travamos rumo à santidade. Com ele revelamos ao mundo que somos parte daquela bendita geração que proclama Maria bem-aventurada. Por isso, temos o cuidado e o zelo de sempre portar conosco um terço. Não como amuleto para dar sorte ou coisas do gênero. Nada disso! Mas como uma constante lembrança da sua presença materna conosco, como um lembrete da necessidade de rezar, como uma arma sempre ao alcance da mão para combatermos onde estivermos.

SOPRO DE MEDJUGORJE

Recebemos uma grande influência de Medjugorje. Maria, Rainha da Paz, é para nós o título ou o nome com oqual reconhecemos mais intimamente nossa Mãe. Maria, como uma sábia mãe, consciente de que precisamos exercitar e alimentar nossa alma para conseguirmos caminhar para santidade, nos deu exercícios espirituais para que crescêssemos e fortalecêssemos nosso coração. Esses exercícios são as ‘cinco pedrinhas’. A vivência fiel das cinco pedrinhas é uma forma concreta de demonstrarmos nossa unidade com o que Maria ensina e pede em Medjugorje e, especificamente, para com nosso Carisma.

JEJUM – Nas quartas e sextas-feiras a pão e água, com o coração.

“Queridos filhos,…O melhor jejum é a pão e água. Através do jejum e da oração, podem-se parar guerras, suspender as leis da natureza. A caridade não pode substituir o jejum. Aqueles que não são capazes de jejuar, podem alguma vez substituí-lo com oração, caridade e uma confissão, mas todos, exceto os doentes, devem jejuar”.(Trecho da Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorie, de Julho 1982)

ROSÁRIO – rezado diariamente.

“Gostaria que as pessoas, no dia de hoje, rezassem Comigo. E que rezem o máximo possível! Que, além disso, jejuem nas quartas-feiras e nas sextas-feiras; que, todos os dias, recitem pelo menos o rosário: os Mistérios: Gozosos, Dolorosos e Gloriosos.” (14.08.84)

CONFISSÃO – mensalmente.

“Era o dia 2 de agosto de 1981. Nesse dia, Nossa Senhora apareceu a Maria Pavlovic; e disse-lhe para, mais tarde,dirigir-se ao campo, onde a encontraria. Com a vidente, foram umas 40 pessoas. Todas rezavam, quando Nossa Senhora apareceu permitindo, às pessoas ali presentes, tocá-La. Fizeram uma fila e, uma de cada vez, se aproximava para tocar Nossa Senhora, conforme indicação da vidente Maria. As pessoas que tinham pecado, no local onde tocavam, deixavam uma mancha, como uma nódoa. No final, a roupa de Nossa Senhora parecia toda suja, cheia de manchas. Quando Nossa Senhora partiu, a vidente Maria, por causa disso, começou a chorar. Marinko, que estava com o grupo, gritou: Homens e mulheres, amanhã todos à confissão! Note-se que ninguém se lembrou daquelas que deixaram manchas na roupa de Nossa Senhora. Em muitas outras oportunidades, Nossa Senhora permitiu que A tocassem. Com os videntes, isso já aconteceu inúmeras vezes. Muitas vezes Ela os envolve em Seus braços. Eles também abraçam Nossa Senhora.” (Convertei-vos sem demora)

EUCARISTIA – diária.

Temos necessidade diária da Eucaristia adorada (em nossa capela) e Comungada (na Santa Missa). Temos consciência de que só comungando o Corpo do Senhor nos tornaremos hóstias vivas para o mundo.

ORAÇÃO DIÁRIA COM A PALAVRA DE DEUS – A Palavra de Deus deve direcionar nossa vida. Procuremos entrar em contato com essa Palavra nos primeiros momentos do dia para que pautemos nessa Palavra todo o nosso dia. Assim como suas mensagens a cada dia 25, as mensagens do dia 02 onde ela pede também para rezarmos pelos que não creem, seu pedido para meditarmos nas quintas-feiras o texto do Evangelho de Mt 6, 24-34, o hábito de ministrar a benção especial, enfim, são manifestações da riquíssima espiritualidade emanada de Maria em Medjugorje. Estando sob a direção de Maria, Rainha da Paz, é que ouvimos e atendemos o apelo que ela nos fez de adorarmos initerruptamente o Santíssimo Sacramento do altar.

SEMELHANTES A MARIA PARA SERMOS IGUAIS A JESUS

O fato de buscarmos ser como Maria, de modo algum contradiz o configurar-se a Cristo. Ninguém como Maria foi tão configurada a Jesus. Sob sua condução materna vamos também nós sendo inteiramente tomados pela Graça, transformados pela força do Espírito Santo e sendo gerados homens e mulheres novos configurados a Jesus. Ela estará sempre nos orientando a fazer tudo o que Ele nos disser (Jo 2,5). Portanto, sem receio algum podemos trilhar o caminho de assemelharmo-nos a Maria. Jesus se alegrará muito em ver reproduzida em nós as feições de Sua Mãe.

Compartilhe com seus amigos:
Edson Filho

Consagrado da Comunidade Católica Rainha da Paz

<-- 4539333 -->