SEMINÁRIO DE VIDA NO ESPIRITO SANTO
Compreendendo que o coração do homem tem sede de Deus, que há um espaço nele que só poderá ser preenchido pelo amor de Deus, o Seminário de Vida no Espírito Santo foi e é um meio de proporcionar esse encontro pessoal com Deus que sacia sua sede.
A proposta do Seminário de Vida no Espírito Santo é levar o homem a consciência da sua verdadeira identidade de filho de Deus, que vai sendo devolvida à medida que vai descobrindo-se amado de forma pessoal, gratuita, imensurável e eterna. Em Jesus Cristo o homem descobre-se acolhido e totalmente perdoado, e experimenta a vida nova pelo sangue de Cristo derramado, por ele, na cruz. Tendo consciência do grande amor com que foi amado ele é impulsionado a dar uma resposta de conversão pela a adesão ao projeto salvífico de Cristo. Proclamando o Senhorio de Jesus Cristo e a renúncia de todo mal na sua vida por palavras e por obras. Abrindo-se a ação do Espírito Santo, auxiliado por seus dons, trilhará a vida nova em Cristo.
PRÉ-SEMINÁRIOS
Aqueles que promovem o Seminário, são, antes de tudo, pessoas que experimentaram na sua vida esse Amor e renovam essa experiência com Deus como uma chama perene. Os servos do seminário são pessoas de intimidade com Deus, fervorosas na oração, dóceis a ação do Espírito Santo, zelosos com a missão que lhes foi confiada, coerentes com testemunho de vida e cheios da parrésia no anúncio do Evangelho.
Os Seminários alcançam pessoas que são engajadas em outras expressões da Igreja, como também aqueles que ainda não ouviram falar de Cristo, ou tendo ouvido se afastaram. O anúncio do Amor de Cristo no Seminário começa pelo convite entusiasmado e dinâmico daqueles que vão ao encontro desses irmãos.
Os Seminários são realizados também para aqueles que já caminham em um grupo de oração aberto e que almejam aprofundar sua experiência de Deus, ingressando, após o Seminário, em um Grupo de crescimento.
ESTRUTURA DOS SEMINÁRIOS
“O Reino dos céus é também semelhante a um tesouro escondido num campo. Um homem o encontra, mas o esconde de novo. E, cheio de alegria, vai, vende tudo o que tem para comprar aquele campo” (Cf. Mt 13, 44). Tendo em vista que o Seminário é como este campo onde está escondido Jesus, é necessário dedicarmos o nosso tempo para adquiri-lo. Ele acontece em sete encontros que podem ser realizados no mesmo final de semana ou divididos em sete semanas consecutivas, para que não haja perca na transmissão do conteúdo a ser passado e das experiências a serem vividas.
Vemos em nossa história que o testemunho da presença de Cristo trazido a nós pela presença e acompanhamento dos servos era de fundamental importância por isso até hoje durante todo o SVES os servos participam integralmente de todos os momentos em vista de serem incentivadores e testemunhas aos participantes, criando um vínculo com o povo, e fazendo crescer a fraternidade.
Deus se permite encontrar no meio dos louvores (Cf. Sl 22, 3). O momento de louvor e de oração são momentos essenciais para abrir o coração do homem e prepará-lo como bom terreno para acolher a palavra que será semeada. (Cf. Mt 13, 1-9) Estes devem preceder cada formação.
Ao anunciar o Kerigma, a apresentação básica do evangelho não é atenuada, ela é afirmada claramente de forma simples e com convicção, por meio das formações próprias, a saber:
• O Amor de Deus;
• Pecado e Salvação;
• Fé, Conversão e Senhorio de Jesus;
• Falsas doutrinas;
• O Espírito Santo – Promessa do Pai;
• Dons efusos;
• Maria: crescimento e engajamento.
A palavra de Deus não passa sem deixar um sinal (Cf. Is 55, 11). Para que não se perca a obra realizada através das formações no coração de cada participante, é feito após cada pregação um grupo de partilha, momento onde as pessoas vão abrindo o coração e enriquecendo os demais com aquilo que Deus já está realizando em suas vidas.
Pelo desconhecimento do amor de Deus muitas pessoas foram marcadas pelo pecado e trazem em si sequelas desse mal. Por isso após a pregação de falsas doutrinas é ministrada uma oração de renúncia de todo o mal e professado o senhorio de Jesus Cristo em suas vidas diante da presença de Jesus Eucarístico.
A Efusão do Espírito é um momento do derramamento da Graça de Pentecostes na vida de cada irmão. Ela resgata a Graça batismal adormecida nos corações e o introduz na vida nova. No SVES ela é ministrada após a formação sobre o Espírito Santo e os dons, numa adoração Eucarística. Os servos impõem as mãos sobre os participantes e clamam que sejam batizados no Espírito Santo.
São Francisco nos ensina que as palavras comovem, mas o testemunho arrasta. Os participantes cheios da Graça de Deus sentem-se impulsionados a transbordar essa Graça por meio do testemunho. O SVES é encerrado com um momento dedicado aqueles que quiserem testemunhar a experiência vivida durante todo encontro.
PÓS-SEMINÁRIO
Ao longo do SVES experimentou-se o quanto Deus ama o homem e o quer para Ele. Quer fazê-lo feliz. Os temas tratados foram presentes recebidos com alegria. Não basta, porém, serem recebidos é preciso tomar posse deles, é preciso fazê-los crescer e desenvolver, como na parábola dos talentos precisa-se permanecer fiel a palavra do Senhor, a fim de que Ele confie mais dons (Cf. Mt 25, 14-30). Após o término do SVES é aberto um grupo de oração de crescimento para que os irmãos que participaram, ingressem, tendo assim um lugar para reavivar a chama do dom de Deus (Cf. Mt 25, 14-30).