PROJETO QUERIDOS FILHOS
Queridos Filhos! É assim que Nossa Senhora Rainha da Paz, mês após mês, depois de mais de três décadas vem se dirigindo a nós seus filhos em suas mensagens em Medjugorje.
Queridos Filhos, é um projeto mariano de evangelização que a Comunidade Católica Rainha da Paz se propõe realizar, na qual tem duas finalidades específicas:
1º) Intensificar cada vez mais o segundo pilar do carisma que é evangelizar exercendo maternidade espiritual gerando filhos de Deus; portanto, atendendo às palavras da Gospa, indo às casas dos filhos de Maria e devolvendo a eles sua identidade católica: Filhos de Deus, Filhos de Maria, Filhos da Igreja.
2º) Levar pela visita domiciliar, a mensagem de Medjugorje. Queremos fazer eco a este último apelo à conversão que a Gospa vem fazer aos seus filhos neste “tempo de graça”.
A visita domiciliar deve ser a característica peculiar deste projeto de evangelização. Ao saber que era portadora da Maternidade Divina, Maria se levantou e foi “às pressas” às montanhas visitar sua prima Isabel (cf. Lc1,39). Podemos contemplar aqui que a presteza de Maria, em visitar Isabel é física, cronológica, pois o termo hebraico significa “apressadamente”. Percebemos uma certa diligência e disponibilidade em Maria que não é fruto de um simples desejo humano de “ajudar” a prima numa necessidade, mas de uma grande disponibilidade de Espírito, consequência da alegria que lhe proporcionou sua vocação e da esperança que transborda de sua alma.
Ela tem pressa de ir logo ao encontro de seus “Filhos Queridos” e vendo seus sofrimentos, suas dores, os ataques de que têm sido alvo por parte do inimigo de Deus, seu “instinto materno” lhe impulsiona a ir ao encontro das famílias e levar Jesus. Ela sabe que o tempo atual requer urgência, pressa. Essa pressa de Maria deve ser para nós um sinal de alerta. Um grito de que nós Comunidade Católica Rainha da Paz, precisamos acordar do sono e assumir o zelo apostólico que nosso carisma exige (cf.: ECCRP 13; 16-17; 70-73)
Este projeto é uma visita de Nossa Senhora nos lares. Assim como visitou Isabel, Maria também quer, através de nós e conosco, visitar as famílias. É seu desejo levar, apresentar Jesus, e encher do Espírito Santo os lares que forem visitados. Pois foi justamente isso que aconteceu quando visitou Isabel. Maria trazia no ventre Jesus e o fruto dessa visita foi que Isabel e o menino no seu ventre ficaram cheios do Espírito Santo (cf. Lc 1, 40). Da mesma forma Maria deseja que aconteça no projeto Queridos Filhos. Ela vai às famílias, mas leva também Jesus, a Palavra encarnada e, como fruto disso, acontece um derramamento do Espírito Santo.
Acreditamos que esse projeto seja uma resposta bem concreta ao desafio de evangelização dos nossos dias. Não podemos ficar esperando que as pessoas procurem a Igreja, mas devemos ir ao seu encontro. Não podemos deixar calar aquele grito do início da Igreja e do qual hoje somos eco: “Convertei-vos!”. Conversão que é fruto de um anúncio da Pessoa de Jesus, do Seu amor, de Sua misericórdia.
O projeto ainda proporciona a oportunidade de entrarmos em contato com realidades bastante duras e difíceis. Conhecemos as chagas e sofrimentos de muitos irmãos. Essa é também a ocasião oportuna tanto para anunciarmos Jesus, levar uma palavra de esperança, assim como rezar e interceder pelas famílias.